Gerenciamento De Obras

Parte importante de uma boa liderança é também transmitir a sensação de segurança e tranquilidade para a equipe, bem como aproveitar os talentos de cada um da maneira mais eficiente possível. Isso é o que evita retrabalhos no canteiro de obras, e também o que viabiliza um processo de tomada de decisão mais assertivo. Execução de operações como resultado da coordenação e monitoramento efetivos de todas as etapas do projeto, contratação, planejamento, etc. Definir claramente os objetivos e o escopo do projeto, planejando um grande número de parâmetros, como programação, padrões de desempenho, orçamento e escolha dos participantes do projeto.

A decisão de colocar a sua empresa em outro patamar na construção civil, apoiada por um sistema de gestão, pode fazer toda a diferença para seu negócio. Esse recurso possibilita o acompanhamento detalhado de cada etapa de obras e empreendimento. A centralização de informações, algo que é facilitado com uso de um sistema de gestão, é essencial para que sua gestão de obras tenha esse diferencial. Pense que, sem relatórios detalhados e levantamentos sobre o desempenho do seu time, você não vai saber o nível de eficiência da operação. O planejamento deve conter uma previsão das dificuldades e problemas que podem surgir, e que são capazes de impactar negativamente em fatores como o cronograma de obra. Dessa forma, só melhora e dá mais tempo para a correta gestão da qualidade, que envolve muito trabalho de inspeção e verificação de compliance, evitando retrabalhos.

Contém hoje mais de 100 vezes a quantidade de dados de um orçamento tradicional. Para desenvolver uma cultura de inovação, é preciso dar liberdade para os profissionais testarem – e errarem –, além de utilizar processos de gestão ágeis e flexíveis para que ideias possam ser desenvolvidas constantemente. 90% dos megaprojetos de infraestrutura em todo o mundo terminam fora do cronograma e do orçamento estipulados.

O gestor de obras é o profissional responsável por lidar com o planejamento, a coordenação de projetos e equipe, e a execução da construção do empreendimento. É uma função que envolve muitas tarefas complexas, e por isso requer boas habilidades de comunicação, um alto conhecimento do processo de construção, uma boa capacidade e criatividade para resolver problemas. Quem vem acompanhando os bons conteúdos do nosso blog já está por dentro de que o segredo para o sucesso de um canteiro de obras está num bom processo de gestão. Bem como ocorre com a execução de projetos de diferentes perfis, não há como pensar uma construção ocorrendo com adequação ao cronograma e orçamento quando não estiver em pauta a visão do gerenciamento de obras. O sucesso na gestão de obras passa por um planejamento que garanta o sincronismo das equipes que atuam na execução.

o papel do gestor de obras

As Responsabilidades Do Gerente De Construção

Com um registro manual ou por planilhas, de forma descentralizada, normalmente é difícil entender o andamento do projeto. Um modelo de produção automatizado favorece a otimização da organização do trabalho, além de ser um indicador da qualidade do serviço feito nos projetos. Muitas vezes, planilha de medição de obra sua importância está mais em coordenar o fluxo de informações e organizar a comunicação entre as partes. De forma geral, é possível apontar como função da gestão de obras a necessidade de direcionar a construção para que atinja, em todas as esferas, os objetivos estabelecidos.

Orçamentos Mais Precisos

Por isso, inclusive, a adaptação crescente do ramo às ferramentas tecnológicas. Depois de organizar todas as etapas, é hora de fazer o monitoramento e dos trabalhos.

Esse trabalho exige muita atenção do profissional, que precisa se preocupar desde o momento do estudo de viabilidade até o cumprimento de prazos para a entrega das chaves. É muito comum que no meio de uma obra surjam alguns problemas inesperados, mas isso pode ser evitado com o gerenciamento de obras. Com um cronograma de obra bem elaborado, a antecipação de problemas se torna possível e consequentemente a solução dele fica mais simples. É claro que podem acontecer imprevistos, como uma chuva que impossibilita os trabalhos no canteiro de obras.

É um trabalho de supervisão que, apesar de pautado na fundamental documentação e geração de relatórios de acompanhamento, fica descolado de atividades administrativas ou gerenciais. Afinal, é a partir do foco em gerenciar que se torna possível agregar competitividade e eficiência à obra, garantindo os melhores resultados, sem desperdício de tempo e dinheiro. Por sinal, o conceito de inteligência de obra se torna cada vez mais presente para a construção civil, um setor que precisa potencializar produtividade e para o qual fica cada vez mais evidente a necessidade de inovação.

Cabe a ele garantir a segurança para seus colaboradores, da estabilidade da obra e da edificação futura e para os futuros usuários daquela construção. Um bom gestor deve ser capaz de motivar e engajar suas equipes, certificando-se de que todos compreenderam qual é o objetivo final. Além disso, ele também precisa prezar pela qualidade e produtividade das execuções, sem descuidar da geração de resíduos. Além disso, um gestor de obras também se destaca por sua criatividade e capacidade de evitar problemas.

Deixar uma resposta